plano b na vida Lightbox Available

Todo mundo deve ter um plano B na vida

A vida é cheia de surpresas e não custa nada ter um plano alternativo, caso nem tudo saia como planejado: a importância de ter um plano B

Tenha sempre um plano B na vida! E o plano B do plano B. Melhor ainda se ele for bom, bonito e barato 😛 e de fácil implementação.

Tentei por muitas vezes negociar grandes projetos, mas não tinha um plano B. Pergunta se eu me arrependi? Claro! #sqn A vida é mesmo feita de experiências. Permita-se o luxo de tentar. Tudo é passageiros, e tudo bem.

Eu investi toda a minha energia no poder das ideias – e quando elas são boas, as pessoas vão te entusiasmar com elogios e te incentivar a correr atrás da sua realização –, mas uma hora as reuniões minguam, o período de captação se encerra e você pode acabar sem sucesso mais uma vez, a vida é dura e o tempo voa.

A vida é dura

As justificativas de empresas e diretores de marketing, sinceras, as mais variadas (e busco realmente acreditar nelas): Rock in Rio, Eleições, BBB, Copa de 2014, Jogos de 2016 ou sem verba para investir em projeto de sucesso e retorno não conhecidos.

Sem a edição número zero/beta ou famosos atrelados, que atraem rapidamente um grande contingente de audiência, a negociação pode ficar difícil.

Quando se é criativo, fracassar colocar suas criações na rua é desolador: “O mundo é um moinho, vai triturar teus sonhos tão mesquinhos, vai reduzir suas ilusões a pó”.

Quem empreende por amor, precisa encontrar outras formas de ser feliz que não apenas transformar sua paixão em trabalho.

Planos B na vida viram A, A viram B

estratégia mkt de sucesso

Experiências de trabalho

Investir na carreira é sempre uma ótima opção. Foi à época e é agora, hoje. Quem fez estágio na área nos tempos de faculdade sabe a diferença que isso faz na hora de empregar-se.

Torço para que eu goste. Aprender, certamente. Hoje começo a criar para redes sociais, um desafio bom de encarar.

Pode ser que você não consiga sucesso ao empreender. Melhor deixar terreno pronto, para caso decida ou precise voltar.

Acumule estrada na sua profissão. Sobreviva, aprenda com os talentos, faça seu tempo, repense seu negócio, junte dinheiro para investir novamente e reinventar-se. Ou encontre uma nova carreira para seguir, vai que a experiência faz você mudar de ideia sobre o que fazer da vida.

Ver o mundo com outros olhos

kasol 1

Fazer intercâmbio também é uma ótima maneira de recomeçar, repensar, e as opções não faltam. Mas prepare-se: as bolsas de estudo no exterior são muito disputadas. Não desista no primeiro não. Tente mais.

Ou junte dinheiro e vá por conta própria, foi o que eu fiz, por duas vezes. Na primeira, com a ajuda de muita gente, aquela passada de chapéu entre os membros da família.

Aprenda outra cultura, um novo idioma, abra suas portas. E não importa se você não trabalhar na posição profissional desejada.

Falando um pouco de inglês, pode ser em qualquer lugar #ficaadica Velha, mas que ainda pega muita gente de calças curtas. Sempre tem muitas oportunidades em cidades turísticas, e a Europa está cheia delas.

Na segunda vez, fui estudar inglês, na Índia. País onde o dinheiro do FGTS dava para pagar um curso e estada de seis meses. E foi bem antes de o #foraGOLPISTA inventar esse mimo para aquecer a economia.

Durante o intercâmbio, a Índia virou o meu plano A. Eu fiquei apaixonado pelo País e consegui três entrevistas para fazer enquanto viajava pelo país.

Não rolou, infelizmente. Os indianos são muito bem preparados, educados para ocupar as melhores posições, além de serem muitos também. Uma lista de certificados para tirar e uma promessa de emprego na Índia, voltei para o Brasil.

Depois de conhecer destinos que transformaram a minha forma de ver a Índia, os indianos e o mundo, e como forma de ajudar quem quer visitar o país, fora deixar viva uma herança daquele período, em breve, lançaremos aqui o Guia de Viagem Top 3 da Índia.

E a Índia sempre pode voltar a figurar nos meus planos, seja plano B na vida ou plano A.

Os roteiros Top 3 da Índia já estão publicados na categoria moke-up do blog, que não termina com este projeto, vem mais por aí. Aguardem!

Alguns sites legais para quem quer ir para o exterior

Pontos de atenção para quem quer viver de Projetos

Na hora de criar projetos megalomaníacos, lembre-se que você vai competir com muita gente boa. Quais fatores podem dificultar a captação:

  1. Ano de eleição. Querem mudar esta história. Aguarde cenas dos próximos capítulos de BSB, é ver para crer.
  2. Grandes eventos. Teve #Copa2014, #Rio2016, Rock in Rio tem a cada dois anos. Mas nós torcemos para que tenham muitos eventos mais.
  3. Meritocracia. Tem gente que merece e tem quem nasce merecendo. Todos nós merecemos. Não se compare e não desanime.
  4. Plano B na vida. Já fez seu plano B do plano B? Não durma no ponto nem deixe a vida te levar. Só não esquece que “camarão que dorme a onda leva”.
  5. Ajude a você mesmo e ao seu negócio – incentive seus projetos, não jogue essa chance fora. As Leis de Cultura e Esporte, apesar de vez ou outra priorizarem os mesmos captadores (nada contra os famosos), outras vezes têm sobra de verba.
  6. Busque por algum incentivador “anjo” alinhado ao seu negócio, disposto a ajudar a transformar suas ideias e projetos em realidade/produtos.

~Organograma do meu Plano B na vida~: BH – Rio – CLT – falar espanhol – morar na Europa –empreender – CLT – aprender inglês – Índia – ficar na Índia/conhecer os BRICS – voltar – empreender – colocar a mão na massa/ser meu case – CLT outra vez.

E se por algum motivo não der certo no biênio 2016/17 – parar, descansar, repensar, estudar e me atualizar, para empreender voltar a ser o meu plano A.

MarceloEmpreenderjulho 18, 20170 commentsempreender, planoB.

Compartilhe este post:

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *